7 de outubro de 2020

Das "mamães e dos "papais"

  

              Félix Elvas Pequeno

   Sem dúvida, é muito prazeroso sermos aprovados e amados pelas nossas próprias vitórias, principalmente as mais laboriosas, é que amamos cada vez mais à nós mesmos. São as nossas realizações que sustentam uma auto-estima forte. A necessidade infantil de sermos amados incondicionalmente, na tenra infância por mamãe e papai, e posteriormente pelos outros, mantém  uma falsa e frágil auto-estima, pois depende sempre de novas provas de amor e aprovação dos outros a cada instante da nossa vida.          

Constantemente, inconscientemente, estamos buscando “mamães e papais” nos outros. Uma verdadeira e forte auto-estima, provém de nos comprometermos a sermos sujeitos dos nossos desejos dando os destinos que escolhermos à eles, e não realizando os desejos e aprovações dos tantos outros. “mamães e papais”...

Nenhum comentário:

Postar um comentário