29 de novembro de 2018

A Vida Precisa do Vazio

       Félix Elvas Pequeno           

             A lagarta dorme num vazio chamado casulo até se transformar em borboleta. A música precisa de um vazio chamado silêncio para ser ouvida. Um poema precisa do vazio da folha de papel em branco para ser escrito. É no vazio da jarra que se colocam flores. E as pessoas, para serem belas e amadas, precisam ter um vazio dentro delas. A maioria acha o contrário; pensa que o bom é ser cheio. Essas são as pessoas que se acham cheias de verdades e sabedoria e falam sem parar. São umas chatas! Bonitas são as pessoas que falam pouco e sabem escutar. A essas pessoas é fácil amar. Elas estão cheias de vazio. E é no vazio da distância que vive a saudade.(RUBEM ALVES) 

                     É o vazio que possibilita a pessoa impulsionar-se diante da vida e buscar o encontro consigo mesmo e com o outro. O vazio é causa de desejo, pois provoca-nos estar em constante busca por algo que preencha o que está incompleto. A incompletude do humano, causa de tantos afetos, nos impulsionando a seguir o caminho da nossa existência! Somos todos seres incompletos e que a plena completude nunca virá, pois a falta está marcada, como uma tatuagem em nosso corpo, em nossa vida, em nosso mais íntimo ser. Assim é o ser humano, caminha com o vazio que o coloca diante da busca diária por preenchê-lo, ora uma busca leve; ora uma busca pesada. (Félix Elvas Pequeno é psicólogo e psicanalista). Abraços!

Um comentário: