22 de junho de 2018

A frustração é fundamental para o desenvolvimento psicológico do humano

· 
                   Félix Elvas Pequeno

                  A frustração é fundamental para o desenvolvimento          psicológico do humano.
                    
             
             Apesar de parecer um sentimento decorrente de situações de fracasso, a frustração é de extrema importância para a constituição psicológica dos indivíduos. Alguns autores descrevem a frustração como necessária ao desenvolvimento infantil. Em níveis suportáveis, a falta, a carência ou a desilusão estão associadas ao desenvolvimento da capacidade de adiar gratificações, que é fundamental para a vida em sociedade. 
             Nesse sentido, evitar frustrações pode ser um dos fatores de uma formação adaptativa deficiente: uma criança muito protegida ou cujos desejos foram sempre imediatamente satisfeitos pode ter dificuldades em compreender a realidade da existência adulta, em que o desejo e a satisfação estão cada vez mais distantes e exigem cada vez mais trabalho e dedicação. Uma criança despreparada para suportar frustrações pode se transformar em um adulto que desenvolve crises emocionais por razões ínfimas ou que se sente constantemente insatisfeito. Não se pode, todavia, resumir a dificuldade adaptativa dos adultos à superproteção dos pais, já que existem outros fatores que influenciam nessa formação deficiente, como a cultura e as formas de organização da sociedade. 
                    Na sociedade em que vivemos, o prazer e a satisfação são constantemente cultuados e a frustração aparece como a pior experiência. Todos os esforços estão voltados para evitá-la. A psiquiatria se esforça para evitar as frustrações entorpecendo seus pacientes. As escolas se esforçam para satisfazer os desejos de crianças e seus pais tem dificuldades em colocar limites aos seus filhos superprotegendo-os! Nesse sentido, a inadaptação é generalizada: os adultos e crianças, incapazes de experienciar a frustração, porque foram despreparados para isso, são inundados por falsas realizações e se apegam ao conforto proporcionado artificialmente por elas. Ao meu ver, a frustração é um bem e quando suportada gera autoestima! .(Síntese e modificações feitas por Félix em 13/06/2018 de texto de Juliana Spinelli-Psicologa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário