5 de maio de 2018

Um mulherão não precisa de mimim´s (frescuras,etc.)


            Félix Elvas Pequeno

             Nós, mulheres, somos escravizadas por nós mesmas ao nos impor modismos e regras absurdas. Chega dessas concepções que mulherão é ser gostosa, é ser percebida na multidão. Para ser qualquer “ão”, tem que ser especial, fazer a diferença, sem qualquer dieta absurda, sem qualquer padrão imposto por uma sociedade que nos diz que para ser ideal, é preciso ter tantos centímetros disso ou daquilo de acordo com altura. Basta de tantas discrepâncias que levam muitos mulherões a neuroses diversas: emagrecer milhares de quilos em uma semana; comprar sapatos e roupas de marcas sem muita condição financeira; comprar no cartão de crédito em duzentas mil vezes porque está na moda; fazer sexo descartável e ora ficar com um, ora ficar com outro sem afeto, somente indo atrás da pica(pênis), talvez porque falta em nós? 
                Somos um mulherão quando olhamos para o nosso corpo flácido, com estrias, com celulites, alguns pés de galinhas e, mesmo assim, está tudo muito bem, porque são marcas registradas da vida, das experiências, do tempo. Ser um mulherão é se amar por inteira, mesmo se alguns quilos sobram. Ser um mulherão é se sentir gostosa dentro de uma calça de jeans e camiseta, sem precisar usar shortinhos e minissaiazinhas que mais parece um cinto para seduzir, como adolescentes que já fomos no passado. Um vestido novo, uma ida ao salão de beleza, fazer atividade física, comprar o sapato bonito, são necessários também, porém que não seja escravidão imposta, compulsão causada por decepção e solidão, mas que sejam opções para nos sentirmos mulherões de fato. Não há necessidade de unhas e cílios postiços. Não há necessidade de exibir decotes e pernas invejáveis de maneira vulgar, obscena! Não há necessidade de se matar na academia para queimar gordurinhas extras e ficar sequinha. Não há necessidade de cabeleireiro todas as semanas e nem fazer as unhas. Não há nenhuma necessidade, se você não se ama, não consegue se sentir importante para quem está ao seu lado e está vivendo apenas de fachada. 
                   Quer ser um mulherão? Seja você mesma sem qualquer “mimimi” de uma sociedade que te seduz e depois nem te percebe. Seja apenas um mulherão do seu jeito, nem que seja às avessas! O mais importante está nas entrelinhas da sua beleza interior e na delícia de se viver livre e com elegância!! Pense nisso! (Síntese e modificações feitas por Félix em 02/01/2018 do texto de Simone Guerra). Abraços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário