4 de maio de 2018

Sobre a projeção

   


       Félix Elvas Pequeno

                  A projeção faz parte de um conjunto de mecanismos de defesa inconsciente introduzidos por Freud e pela sua filha Ana Freud. A projeção tem a função de proteger e defender o nosso eu, das ameaças, e consequentemente reduzir a nossa ansiedade. Quando um indivíduo confrontado com os seus comportamentos, atitudes, sentimentos ou emoções e percebe que são inaceitáveis (por outros ou por ele próprio) ou indesejados, o mesmo individuo atribui tudo isso ou uma grande parte à outra pessoa.Geralmente, no dia a dia, quando estamos falando sobre o outro, inconscientemente (sem nos darmos conta), estamos, também, através do outro falando de nós mesmos! Um exemplo prático é o da pessoa que fala: “você reparou como aquela pessoa é fofoqueira e está sempre falando pelas costas dos outros?”. A pessoa acabou de se mostrar fofoqueira, mas projetou esta característica indesejada no outro. A projeção negativa provavelmente é a mais “popular” porém, também existe a projeção positiva, quando atribuímos a um amigo, vizinho ou colega características que admiramos nele e identificamo-nos com ele. Muitas vezes o que nós vemos nos outros, não é bem o que nós vemos, mas sim o que nós somos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário