9 de março de 2018

A Felicidade não é para Covardes

                          
Félix Elvas Pequeno    

                     Muitas pessoas costumam postar nas redes sociais fotos belíssimas, simulação de uma vida esplendorosa, justamente para preencher a falta de uma vida perfeita, que não existe! A felicidade não é pra covardes, eles sempre preferem dizer que estão felizes porque fazem aquilo que a sociedade em determinado momento estabelece como sendo felicidade. Penso diferente, a gente inventa a felicidade, e inventar é criar, construir alguma coisa que nos faça feliz. Então a felicidade é para os corajosos porque ela implica em riscos, já que ela é inventada. A felicidade é uma conquista! O contrário, é se ADAPTAR ao que é estabelecido pela sociedade, que é o que o covarde faz! Para o humano se sentir feliz, ele tem que viver uma vida que passe também por dores. Uma pessoa que não quer sofrer de jeito nenhum, cria milhões de artifícios para se afastar do sofrimento, sendo assim ela também não pode se envolver com outros sentimentos intensos como a felicidade. 
                   'Eu acredito na felicidade, não nessa falsa felicidade que muitas vezes nos impõem a sociedade, mas na que vem de dentro, das nossas escolhas, naquela que nos motiva a ir a luta, a enfrentar os obstáculos pela realização de um objetivo, sem ter que pisar ou passar por cima dos sentimentos dos outros.' Ninguém merece ser feliz, com as perspectivas daqueles vendedores de métodos convincente de como alcançar a maior felicidade. Eu desejo que você reflita que a nossa vida, a vida real, tem um vazio imenso que sempre vamos buscar preencher. Mas podemos fazer de uma forma diferente! Não precisamos provar ao outro, e principalmente para seus quase 1000 amigos virtuais no facebook ou 600 seguidores no instagram, que somos capazes de conseguir o emprego dos sonhos, ter um relacionamento invejável, filhos perfeitos, ir a festas incríveis, viagens internacionais. A felicidade está em pequenas atitudes que podem ser realizadas no dia a dia.
                  Não pense que sua vida é pior que a daquele amigo virtual que faz um monte de postagem maquiando uma realidade que não lhe pertence. Isso pode lhe trazer prejuízo emocional! Possivelmente se você trocar as horas que fica nas redes sociais por um bom livro, uma caminhada, um bom filme, escrever textos para os amigos refletirem, jardinagem, trabalhos voluntários, a fim de trocar experiências com pessoas diferentes, será um grande passo para não ficar com baixa autoestima. Lembre-se que as pessoas mostram nas redes sociais o que elas gostariam de ser, e não o que elas realmente sentem ou são. “Para alcançar a felicidade é necessária uma boa dose de invenção, ousadia e coragem, e não se medir pela expectativa do que esperam de você". Abraços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário