12 de janeiro de 2017

Por que a Psicanálise?


Félix Elvas Pequeno

     Pacientes que somente enfiam medicamentos pela goela abaixo não têm o suficiente para si. Eles merecem mais do que ficar tranquilos ou eufóricos. Temos, além do cérebro, uma memória inconsciente que registra tudo: infância, mãe, pai, irmão e o mundo relacional onde se desenrola a trama psíquica de Narciso a Édipo.
     A psicanálise não deve competir com neurolépticos, antidepressivos, ansiolíticos, abordagens terapêuticas sedutoras que buscam o alívio rápido com eliminação das angústias, dos sintomas e nem livros de auto-ajuda; ela não serve mesmo para tudo isto. Ao contrário, considera que os sintomas e angústias têm um sentido e função, e o ser humano não deve escapulir da angústia, pois é através dela que ele cresce emocionalmente. A psicanálise não tem a pretensão de resolver os conflitos humanos num "lava rápido"; e é incompetente para deixar as pessoas tranquilas, tranquilidade há somente no cemitério, onde descansamos em paz.  Ela não promete uma felicidade total, nem pretende curar sintomas. Não considera, inclusive, que haja desenvolvimento pessoal sem sofrimento psíquico.
     A Psicanálise ocupa-se de investigar e conhecer a natureza da mente humana, a essência da condição humana, facilitando o sujeito a tomar consciência das suas possibilidades e limitações, construir sua singularidade e ser responsável pelo que é e pelo que faz. Infelizmente porém, no mundo contemporâneo em que vivemos, o que mais se vê, é a tentativa de amarrar a angústia com excesso de remédios.Outro sério problema que observamos no consultório, são os remédios tomados em regime de automedicação. Trata-se da idealização de uma solução vinda de fora para dentro. Há pessoas que acreditam que sua depressão ou seu pânico são, unicamente, sinal de um desequilíbrio químico ocorrido em seu cérebro e nada mais. O medicamento quando não usado adequadamente, pode agir como um tampão que impede a pessoa de se confrontar com seus medos, desejos, emoções e sentimentos mais profundos.
         A psicanálise, no entanto, é para quem questiona as soluções fáceis e duvida das saídas rápidas.É um tratamento para quem aceita que é impossível "medicar" problemas pessoais e conflitos emocionais. .Porém, não há como fazer com que uma psicanálise seja imposta, contra a vontade da própria pessoa.
Sem o desejo de investigar, o que o próprio sofrimento pode estar querendo dizer, não há tratamento possível Fazer psicanálise é um privilégio, que quem tem sabe o quanto é gratificante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário